Conheça a história de GEOVANIO ANTONIO DE OLIVEIRA, esportista homenageado em sessão solene

Dia 26 de Julho foi uma data emocionante para dois atletas quixeloenses que venceram desafios e estão trilhando uma carreira de sucesso no futebol. Nada mais justo que homenagear nossos atletas. Que eles sirvam de exemplo para uma garotada que está ai pronta para conquistar novos horizontes e elevar ainda mais o nome da nossa cidade. Conheça a história de um deles.

GEOVANIO ANTONIO DE OLIVEIRA, filho de Antônio Pedro de Oliveira e Luiza Vieira, nascido em 16/09/1972, na Cidade Iguatu CE. Começou a praticar esporte aos 07 anos de idade, adorava jogar pelada na rua com os amigos e nos campinhos aqui na cidade de Quixelô, sempre aos domingos ia ver o jogo do grêmio de Quixelô e ficava atrás do gol pegando as bolas que saiam pela linha de fundo, para repor em campo, o tempo passou, até que com a idade de 12 anos recebeu um convite do Técnico Nelson da Pedrina para fazer parte do grêmio juvenil, como jogador de linha na posição de centroavante, logo foi se destacando e subiu para o segundo quadro em um grande time e ficou mais de um ano invicto, naquela época a garotada tinha o costume de participar das categorias de base, era uma atração nos finais de semana, essa garotada pagava passagem pra ir aos jogos de caminhão e ainda pagava pra jogar, muitas vezes debaixo de sol escaldante, tornava-se uma alternativa de lazer e entretimento para os garotos daquela época.

Em um certo dia a equipe do grêmio foi para um amistoso no sitio Barreira dos Constantino município de Iguatu levando os três quadros (Juvenil, Segundo quadro e principal), após o termino da partida do segundo quadro, o técnico do time principal, Nelson percebeu que a equipe principal estava desfalcada de um goleiro, diante do ocorrido, o referido treinador procurou o atleta Geovanio (Esqueletinho), pois durante os treinos, mesmo jogando na linha, algumas vezes era escalado pro gol e se destacava diante dos demais atletas da sua idade, então Nelson escalou Geovane para o gol da equipe principal do Grêmio, seria a primeira vez que o referido atleta atuava no gol em partida oficial de futebol.

Além do Grêmio de Quixelô Geovanio teve passagem por outro times de Quixelô: Santos de Quixelô, independente do Jiqui, Flamengo da Lagoa do Jatobá, Guarani do Currais Novos, Guarani de Quixelô. Uma das suas maiores conquistas no município foi um Título Municipal pelo Grêmio. Em de 1994 foi convocado pela União Desportiva de Quixelô (UDESQUI), para compor a seleção Municipal de Futebol de Campo e disputou vários amistosos, sendo titular no gol na maioria dos jogos.

Em 1995 Geovane viajou para São Paulo para fazer um teste no Juventus de São Paulo, o mesmo ainda chegou a conversar com a diretoria do Juventus mas por estar com a idade avançada, (22 anos), foi proposto mesmo praticar o famoso gato que seria a falsificação de documentos, no entanto Geovane que desde criança ouviu os ensinamentos do seu pai, que sempre presava pela verdade resolveu não aceitar tal proposta, após essa tentava Geovane ainda treinou durante 02 meses na equipe da Pirelli com o Treinador conhecido como Caveira, com uma possibilidade de ir para o Sociedade Esportiva Palmeiras, no entanto por não seguir as orientações tácticas do treinador em um determinado jogo, porém mesmo com a sua  equipe vencendo o jogo por 3×2 Geovane(conhecido em São Paulo por Cabelo), foi dispensado.

Um certo dia Geovanio foi Fazer um amistoso contra o São Caetano sub 20, no final do jogo diante da bela atuação no gol o mesmo foi procurado pelo senhor Jacó que ficou impressionado com atuação do Geovanio naquela partida, no entanto ao saber a idade do referido atleta percebeu que o mesmo já estava acima da idade ideal para disputa da Copa São Paulo de Futebol Juniores, por esse motivo não foi possível integrar o mesmo a equipe do São Caetano Sub 20. No mesmo dia Geovanio ainda foi procurado pelo empresário do Roque Junior, atleta do Palmeiras que também estava como olheiro e também ficou interessado no atleta após a sua atuação no jogo amistoso, no entanto a idade mais uma vez foi um empecilho para sua carreira esportiva.

Geovanio ainda marcou um teste no Santo André –SP, no entanto não chegou nem se apresentar tendo em vista a sua idade, que já estava acimas dos 18 anos.

Não sendo possível atuar no futebol profissional, Geovane resolveu ir jogar de futebol de Várzea em toda São Paulo, na Várzea Geovanio atuou por várias equipes dentre eles podemos Citar: Ponte Preta (Jardim Elba), Meninos da Vila (Jardim Elba), CTB (Jardim Elba), Só Bola(SP)e no Esporte Club Santo André. Atualmente Geovanio Oliveira está diretor de Esporte do Jardim Elba E. Club, aonde organiza campeonatos e disputa as maiores competições de futebol de várzea no Estado de São Paulo, também atua com trabalho social com crianças e adolescente, o mesmo desenvolve atividades numa escolinha de futebol preparando a garotada para testes em equipes do futebol profissional e formando cidadãos. Também Presta serviço de locução esportiva para programas de TV nas cidades do grande ABC Paulista.

Há 22 anos reside em São Paulo, hoje é casado, pai de duas filhas, trabalha como promotor de vendas.

2 comentários em “Conheça a história de GEOVANIO ANTONIO DE OLIVEIRA, esportista homenageado em sessão solene

  • 28 de julho de 2017 em 10:29
    Permalink

    PARABENS AILTON FERNANDES PELA INICIATIVA GEOVANIO E MERECEDOR DESSA HOMENAGEM. ELE QUE TAO BEM REPRESENTOU O FUTEBOL DE QUIXELO.

    Resposta
  • 28 de julho de 2017 em 10:32
    Permalink

    PARABENS AILTON PELA INICIATIVA E AILKTON FERNANDES PELA INICIATIVA.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quixelô no ZAP! Ouças as principais notícias