PREFEITOS DA REGIÃO CENTRO SUL SE REUNEM COM O SECRETÁRIO DE SAÚDE DO ESTADO PARA ESCLARECER A QUESTÃO DO HOSPITAL REGIONAL DE IGUATU

Os Prefeitos dos municípios que compõe a 18ª Regional de Saúde do Estado e Secretários Municipais de Saúde da Região Centro Sul se reuniram na segunda-feira (05) no gabinete do Secretário de Saúde do Estado do Ceará Dr. Henrique Javi para esclarecer todos os impasses e informações sobre os recursos enviados ao Hospital Regional de Iguatu (HRI).

Sabe-se que os serviços do referido Hospital estão ameaçados e sofreu uma ameaça de paralisação pela falta de repasses de recursos da Prefeitura de Iguatu.   Segundo a direção do HRI, hoje com a responsabilidade dos Camilianos é de que os repasses dos últimos três meses estão em atraso por parte da Prefeitura de Iguatu.

Durante cerca de cinco horas, o secretário Dr. Javi explanou sobre as verbas hoje destinadas ao hospital.  O Hospital Regional recebe 400 Mil reais do MAC (Média e Alta Complexidade) repasse do Governo Federal para a Secretaria de Saúde do Iguatu que deveria ser repassado automaticamente pros Camilianos. Recebe também 390 Mil reais do Governo do Estado que cobre as despesas dos pacientes referenciados por todos os municípios. Então é repassado por mês, do Governo Federal e do Governo do Estado, cerca de 790 Mil para o HRI.

Confirma-se com isso que não há atraso do Governo Federal, do Governo do Estado nem dos municípios com relação ao Hospital Regional de Iguatu.

Na verdade, existe um débito da Prefeitura de Iguatu com os Camilianos e a Prefeitura precisa é se ajustar e negociar com os Camilianos esse débito.

A informação que circulou nas redes sociais dizendo que a Prefeitura de Iguatu estava custeando a saúde da região, não procede.

Todos os municípios estão em dias e não devem nada ao Hospital Regional, salvo o município de Iguatu.

Diante dos esclarecimentos feitos, o Secretário de Saúde do Estado Henrique Javi, disse que os serviços serão mantidos e que a população de Iguatu e região não poderão ser prejudicadas.

Independente da decisão se os Camilianos continuarão ou não a frente do Hospital  Regional,  o Hospital Regional de Iguatu tem a obrigação de atender todos os pacientes referenciados a Quixelô. Caso não aconteça o atendimento, o paciente deve entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Quixelô para que possamos tomar as devidas providências.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *