PREFEITURA TERÁ QUE DEMOLIR E REERGUER POSTO DE SAÚDE DO MULUNGU CONSTRUÍDO NA GESTÃO PASSADA POR FALHAS NA ESTRUTURA

Após vistoria realizada dia 9 de março pelo engenheiro Romenigh Sousa e o técnico Marcelo Nogueira, a Prefeitura de Quixelô constatou que, infelizmente, não há condições técnicas para reformar a Unidade Básica de Saúde do Mulungu por falhas graves na estrutura física do prédio e o adequado é demolir. Observou-se que a edificação apresenta afundamento de piso, trinca e rachaduras nas paredes com até 8 cm, o que compromete aproximadamente entre 60% e 70% da obra. Contudo, a prefeita Fátima Gomes informou que levantará um novo posto de saúde no local, com toda segurança e responsabilidade com o dinheiro público.

A unidade foi construída ainda pela antiga gestão municipal. A empresa Centro Sul Engenharia LTDA foi a vencedora da licitação e assinou contrato com a Prefeitura em 2010 para a realização dos serviços, que teve a quantia de R$ 215.644,27 destinados para tal. Contratualmente a empresa responsável pela obra é obrigada a arcar com todos os custos das reparações ou construções que seja obrigada a fazer em consequência de negligência no cumprimento de suas obrigações contratuais ou legais.

A Prefeitura irá retirar o material que se encontra em bom estado de conservação e que poderá ser reaproveitado, como madeiramento, telhas, louças, metais, esquadrias metálicas, tomadas, interruptores, luminárias, entre outros. A administração municipal fará, ainda, uma análise do solo e das possíveis causas do problema encontrado para que não ocorram os mesmos danos nas novas instalações.