URGENTE! Ministério Público conclui que atos administrativos não foram praticados com fins de perseguição política

Quixelô – 17 de Abril 2017 – o Promotor de Justiça, dr. Alexandre Paschoal Konstantinou indeferiu pedido de abertura de Inquérito Civil contra a Prefeitura de Quixelô por não encontrar na representação, prova ou indícios mínimos de uma perseguição política conforme alegado pelo servidor Luiz Francisco da Silva de Melo (Lela).
A decisão do representante do MP-CE destacou que o “direito do pleiteado pelo servidor é meramente individual, havendo, supostamente ofensa ao seu interesse particular.” Finaliza o dr., Promotor Alexandre Paschoal Konstantinou.

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *