Mensagem da prefeita Fátima Gomes pelo Dia do Trabalho

Quixeloenses,

Hoje é o dia dedicado a aqueles cuja luta diária movimentam esse gigante país, alimentam milhões de pessoas, prestam os mais variados e importantes serviços, enfim, aqueles que constroem com seu suor, diariamente, uma nova história – O trabalhador.

Deveria ser um dia de alegria, de celebração do equilíbrio entre o capital e o trabalho, mas o que estamos assistindo é a mais uma perda de direitos, que neste capítulo, especificamente, trata do nosso direito a aposentadoria e a seguridade social.

Já perdemos grande parte dos nossos direitos na Reforma Trabalhista. Hoje não existe mais segurança. Contratos e acordos valem mais que a lei e que as conquistas das categorias. Prometeram o Céu, mas o que estamos vendo é o fogo do inferno consumindo nossas dignidades, com o aumento do desemprego que, atualmente, está na marca de 14 milhões de brasileiros sem trabalho. Outros milhões desalentados – desistiram de procurar emprego e a economia informal cresce desordenadamente.

Estão mentindo para nós quando dizem que a Reforma da Previdência beneficia os pobres e pune os ricos. Na realidade, mais uma vez, seremos vítimas do desejo dos bancos. Para resolver o problema da Previdência são necessários mais empregos com carteira assinada e uma economia mais formal, também. Assim mais pessoas estariam contribuindo, mas preferem punir aquele que ganha salário mínino. Os maiores penalizados serão as mulheres, agricultores e aqueles que vivem ou tentam sobreviver com um salário mínimo.

Não há o que comemorar, mas há muito por que ainda lutar. Perdemos trabalho e emprego, perdemos renda e agora perderemos, no nosso futuro, a aposentadoria que exigirá de nós 40 anos de serviço para receber um salário integral e, ainda, a contribuição para planos de previdência privada, dos bancos, cujas garantias de pagamento não estão devidamente confirmadas ou seguras.

Neste país nunca foi fácil fazer a justiça social. Nossa saúde piorou, a educação vai mal. Mas só há uma saída – a união de todos lutando para manter os nossos direitos e buscar recuperar aquilo que nos tiraram e que conquistamos com muito suor, lágrimas e sangue.

“A nova cultura começa quando o trabalhador e o trabalho são tratados com respeito”, disse Máximo Gorky.

Vamos à luta por um Brasil melhor e consequentemente mais justo com nosso povo humilde!

Parabéns a você trabalhador e trabalhadora pelo seu dia!

Fátima Gomes

Prefeita

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *