Outubro Rosa reúne mulheres para uma Roda de Conversa sobre o câncer de mama

Juntas Somos Mais Rosas reúniu profissionais da saúde e a comuniddade  para dialogar sobre a prevenção do câncer de mama e ouvir os testemunhos de vida das mulheres guerreiras que venceram o câncer.

A prefeita Fátima Gomes, uma das homenageadas, esteve presente ao evento promovido pela Secretaria de Saúde dentro do Outubro Rosa, mês dedicado as ações de prevenção ao câncer de mama, e confirmou seu empenho na luta contra a doença que mais mata pessoas do sexo feminino e em favor da saúde das mulheres quixeloenses, fato esse confirmado pelo secretário Rílson Andrade na sua fala aos presentes.

O evento teve como ponto alto a apresentação dos depoimentos de Marta, Zuleide e Taiana. Os testemunhos mostraram como cada mulher venceu essa luta. Taiana Guedes falou da sua surpresa ao saber que com 30 anos estava com câncer de mama. “Eu nunca acreditei que poderia ter câncer com essa idade, por isso é importante fazer a prevenção sempre”, destaca Taiana.

Para Marta, os desafios na luta contra o câncer de mama “nos deixam mais fortes e ainda mais dispostas a viver e dizer às pessoas que é um momento difícil, mas no final, crescemos bastante com isso”, ressalta Marta.

Zuleide reforça a atuação dos ‘anjos sem asas’ que “nos ajudam a crescer e a suportar esses momentos difíceis. Nos tornamos mais fortes por que acabamos por descobrir uma força que não sabíamos que havia em nós”, definiu Zuleide.

Rílson Andrade informou que a fila para mamografia em Quixelô era muito grande e que esse número praticamente zerou a ponto de “não haver a necessidade de trazer o caminhão que faz os exames. Hoje conseguimos controlar essa demanda através das consultas realizadas através da Policlínica de Iguatu” destacou o secretário. O secretário também ressaltou o fato de Quixelô ter sido talvez o único município a ter oferecido o atendimento pelo caminhão da mamografia na zona rural de Quixelô.

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no Brasil de acordo com levantamento realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) que revelou que o Brasil chegará a cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama em 2019, número que corresponde a 28% de todos os diagnósticos da doença registrados no país – o que faz dele o tumor mais incidente entre as mulheres depois do câncer de pele-não melanoma.

Para a detecção precoce do câncer de mama é necessário visitar anualmente o médico ginecologista, e realizar alguns exames: o exame clínico das mamas e a mamografia, principalmente para mulheres acima de 40 anos. A realização do autoexame das mamas é o primeiro exame a ser realizado pela própria mulher.

Os filmes produzidos especialmente para o Outubro Rosa, pela equipe da Assessoria de Comunicação do Gabinete da prefeita Fátima Gomes, está disponível nas redes sociais da Prefeitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *