Quixelô recebe a visita da caravana da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas

Quixelô recebeu a visita da equipe da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas – SPD, que realizou palestra para os alunos da escola estadual Governador Luiz de Gonzaga da Fonseca Mota e do fundamental II da escola municipal José Maia Filho.

Ministrada pela psicóloga Luíza Ribeiro, a palestra foi bastante interativa e estimulou os mais de 300 alunos e professores presentes a fazerem perguntas. Luíza Ribeiro abordou vários vícios da vida cotidiana, as drogas químicas – lícitas e ilícitas, destacando que a que mais mata no mundo é o álcool. Hoje, segundo Luíza, “as pessoas estão cada vez mais dependentes de coisas que podemos chamar de drogas, como os celulares e os WhatsApp! O celular já ganhou sua classificação e depender dele de forma viciada é chamado de mobofobia.”

A psicóloga enfatizou que não existem drogas seguras. Todas usadas em exagero podem fazer mal e muitas viciam de forma que não há mais volta. Portanto a “melhor postura ainda é prevenir-se; manter-se afastado dessas tentações e caso acabe se envolvendo, buscar ajuda o mais rápido possível.” Concluiu Luíza Ribeiro.

Luíza destacou estudo que mostra que a maconha não é remédio, mas apenas uma de suas substâncias sim, ajuda a curar ou a controlar sintomas de várias doenças como a fibromialgia, por exemplo. O restante, cerca de 399 itens constantes na folha da maconha são totalmente maléficos, principalmente se combinados entre si.

Para Vandiza Sucupira, assessora da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas, “a prevenção e o conhecimento ajudam a nos manter longe das drogas e de suas consequências.”

A prefeita Fátima Gomes esteve presente prestigiando o evento e na ocasião destacou a importância da ação de levar informação para que as pessoas possam estar alertas e não enveredarem por caminhos que atrapalham a vida das pessoas e principalmente dos adolescentes, muitas vezes de forma irreversível.

 

A SPD trabalha, basicamente, em três eixos fundamentais: prevenção, acolhimento e tratamento, reinserção social e profissional. Para saber mais sobre o Centro de Referência Sobre Drogas, ligue 08002751475.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quixelô no ZAP! Ouças as principais notícias